Últimas

Movimento negro exige medidas do governo e pede lockdown no ES

Representantes vão entregar um documento nesta quinta-feira (4) com 105 reivindicações; população negra representa 70% dos casos positivos de Covid-19 do Estado 


População negra representa 70% dos casos positivos de Covid-19 do Estado
Pretos e pardos representam 70% dos casos de Covid-19 confirmados do Estado. Crédito: Vitor Jubini

No início da pandemia era muito frequente ouvir que “o novo coronavírus não distingue gênero, etnia ou condição financeira” e que todos estavam “no mesmo barco”. Mas o tempo passou, a doença avançou, chegou ao Espírito Santo e mostrou que a realidade é outra: quem não pode ficar em casa ou não tem acesso irrestrito à água e sabão, por exemplo, está mais suscetível à Covid-19.

Prova disso é que mais de 70% dos casos confirmados do Estado afetam pretos e pardos, que também representam a maioria da população de baixa renda ou que exerce trabalhos braçais. Para tentar conter esse desigual e cruel avanço, representantes do movimento negro se uniram e discutiram, a partir de meados de maio, quais medidas são necessárias.

O resultado será levado ao Governo Estadual na manhã desta quinta-feira (4): um documento com 105 reivindicações, entre as quais o lockdown e a construção de um hospital de campanha. Além da exigência de maior testagem e da identificação dos óbitos e dos casos confirmados por raça. Um abaixo-assinado com mais de 2.500 assinaturas também será entregue.

Nenhum comentário