Últimas

A posição em que você dorme pode provocar marcas de expressão? Te contamos!

Você já deve ter ouvido falar sobre isso -- e, infelizmente, é verdade. De fato, a posição em que dormimos pode provocar marcas de expressão. Vale relembrar que as marcas de expressão são causadas pelas repetidas contrações do rosto, que incluem desde sorrisos, testa franzida e, também, a posição em que dormimos. 

"Quando essa fricção se torna constante, formam-se os vincos e linhas durante o sono. Posições laterais e quando deitamos com a barriga para baixo acabam enrugado o nosso colo e o rosto, gerando as marcas", explica a dermatologista Geisa Costa. Resultado: a pele, quando tracionada, quebra as linhas de colágeno, resultando no aparecimento das rugas e até mesmo bolsas escuras.

A posição em que você dorme pode provocar marcas de expressão (Foto: Arte: Victoria Polak)


Tá, mas então qual é a melhor posição para pegar no sono? De acordo com as dermatologistas Geisa Costa e Juliana Neiva, a melhor posição para evitar as marcas de sono é dormir com a barriga virada para cima. Desta maneira, o rosto não entra em contato direto com o travesseiro, evitando que a pele "amasse" durante a noite. Alternar a posição de dormir já ajuda a quem não consegue mudar completamente a forma como se deita na cama. 

Para a cosmetóloga Roseli Siqueira, encontrar o travesseiro ideal também é um passo importante. "Procure por um que acomode bem a cervical, que você realmente sinta ela relaxada. Muitas vezes deitamos tensas e tortas, e este é um detalhe importante", ensina. Quer uma dica mais prática? Aposte nos travesseiros que você sente sua cabeça afundar.

Sobre a fronha, as experts indicam tecidos 100% algodão ou seda, pois são mais macios e evitam atritos e marcações. "Evite lavar as fronhas com muito sabão e sempre use amaciante, desta menira você diminui as chances de ressecar as fibras", ensina Roseli. 

Ah, outra dica de ouro: hidrate bem a pele antes de dormir, pois é durante a noite que nós melhoramos a mitose celular. "A qualidade do sono é fundamental para que a pele se recupere bem. Existem evidências científicas de que um bom sono melhora o estresse oxidativo", explica Juliana Neiva.


Revista Glamour