Últimas

Casa fica destruída após celular explodir em Viana

De acordo com uma testemunha, o incêndio teria começado após faíscas saírem de um celular.


Na tarde desta quinta-feira (21), o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender uma ocorrência de incêndio no bairro Ipanema, em Viana. Os agentes conseguiram apagar as chamas que tiveram início em um dos quartos da casa e ninguém ficou ferido. 

Diversos cômodos foram atingidos pelas chamas que, de acordo com a moradora da residência, teriam iniciado no momento em que uma amiga da família estava em um dos quartos da casa mexendo no celular.

Na residência moram uma mãe com quatro filhos. Quando tudo aconteceu ela estava com três filhos na casa de parentes e não viu quando o fogo começou. 

A testemunha, que usava o aparelho, contou que o celular não estava carregando e que teria começado a soltar faíscas. Com medo, ela contou que jogou o celular pra cima e saiu correndo. Neste momento, o aparelho teria batido em um dos filhos da proprietária da casa que também estava no quarto, um adolescente de 16 anos, mas por sorte causou apenas ferimentos leves. Depois disso, o celular teria pegado fogo e as chamas se espalharam pelos cômodos.

Ainda de acordo com a testemunha, o aparelho nunca apresentou sinais de defeito, nem mesmo aumento de temperatura ou algum outro sinal de que pudesse explodir.

Ao chegar na casa e se deparar com tudo em chamas, Biala de Oliveira, mãe dos quatro filhos chegou a desmaiar. "Foi uma cena horrível que eu não vou esquecer nunca na minha vida, eu tenho 32 anos e nunca esperei passar por isso, praticamente vou começar do zero, uma coisa e que eu tanto lutei e corri atrás, e você ver o fogo acabar com tudo em minutos é muito triste", contou a proprietária da casa em prantos. 

Atualmente Biala está desempregada, ela já estava passando por momentos difíceis e agora não sabe como vai recomeçar. Mesmo com tanto prejuízo, a família conseguiu separar o pouco que restou depois do fogo, apenas alguns objetos de cozinha e roupas.

"Quem puder estar me ajudando eu agradeço pois no momento estou desempregada e agora eu não sei nem por onde começar. Por enquanto vou ficar na casa da minha irmã até conseguir me erguer", disse.

O Corpo de Bombeiros não apresentou dados que comprovem a real origem das chamas. Todos os moradores da casa conseguiram sair do local a tempo e a família vai solicitar perícia.


Com Informações Tribuna Online





Nenhum comentário