Últimas

Covid-19: Cinco sinais de que o vírus está se espalhando nos pulmões

Problemas pulmonares graves podem ser um dos efeitos colaterais da Covid-19


De acordo com o médico Arvind Mohan, presidente do Institute of Chest Surgery, Chest Onco-Surgery & Lung Transplantation em Medanta, na Índia, em declarações à publicação Times of Índia, a fibrose pulmonar ou o funcionamento debilitado dos pulmões são problemas geralmente associados à Covid-19 e podem persistir durante um longo período de tempo. A pneumonia causada por Covid também é uma causa frequente de mortalidade entre os doentes.

Um artigo divulgado pelo hospital John Hopkins Medicine, nos Estados Unidos, aponta que os sintomas de complicações pulmonares ligadas à Covid-19 a curto e longo prazo podem ser determinados por alguns sinais nos dias iniciais da patologia.

 

Atenção aos sinais:

 

Tosse seca persistente

O SARS-COV-2 é conhecido por multiplicar-se no revestimento dos pulmões e como tal provocar surtos de tosse. Não só a tosse seca é um sinal característico de Covid-19, mas se experiência tosse sem parar, que não melhora entre duas e três semanas após a infecção inicial, tal pode ser um indicador de problemas pulmonares devido à doença e de Covid persistente.

 

Falta de ar

Falta de ar ou dispneia é um problema que geralmente acontece quando há qualquer tipo de infestação ou o funcionamento dos pulmões está comprometido, o que por sua vez torna extremamente difícil a entrada de oxigênio nos pulmões.

Nos piores casos os doentes com Covid-19 podem necessitar de respirar através de um ventilador e o problema pode revelar-se fatal.

 

Dor no peito e dificuldade em respirar

Os médicos alertam que lutar para respirar, ou ter dores agudas no peito de repente podem ser sinais de Covid-19 em estado avançado relacionada com a deterioração dos pulmões, ou de ou SDRA (Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo), que é um sinal de insuficiência pulmonar.

 

Sépse

O agravamento de complicações nos pulmões ou no peito pode tornar o organismo mais vulnerável a outras doenças e infecções mortais, tais como a sépse, que pode ocorrer quando o vírus se dissemina pela corrente sanguínea e começa a atacar os tecidos saudáveis do corpo - incluindo o coração e os próprios pulmões.

A sepse também pode distorcer a sincronização e coordenação entre diferentes órgãos, o que é vital para o funcionamento do corpo humano.

 

Complicações em outros órgãos

A chamada tempestade de citosinas é um sinal de que o sistema imunológico está erroneamente a atacar órgão se células saudáveis, o que também pode ser um sinal de complicações respiratórias.

Isso acontece principalmente quando as defesas do corpo trabalham com excesso de zelo na eliminação do vírus dos órgãos, deixando o corpo vulnerável a outras infecções e patologias. Tal pode resultar em danos permanentes e incapacitantes nos pulmões, o que também é denominado de superinfecção.

 

Com Informações Notícias ao Minuto