Últimas

PIB capixaba avança e sinaliza recuperação!




O Produto Interno Bruto do Espírito Santo (PIB-ES) demonstrou sinais de recuperação no primeiro trimestre deste ano, com crescimento +0,7% na comparação com o último trimestre de 2020 e +1,0% no acumulado do ano. Os números da atividade econômica capixaba foram apresentados pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) na tarde dessa terça-feira (15), em transmissão realizada no YouTube.

O Comércio Varejista teve bom desempenho, apresentando alta de +4,8% na variação acumulada do ano em relação ao mesmo período do ano anterior. Já no Comércio Varejista Ampliado, a alta foi ainda mais expressiva, com acúmulo de +11,4%. O destaque positivo ficou com as vendas de Veículos, motocicletas, partes e peças, com +15,1%.

O setor de Serviços também apresentou dados animadores, após uma sequência de quedas causadas pelas medidas restritivas em função da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O aumento foi de +0,6% neste ano, com alta puxada por Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (+4,4%). O ponto negativo ainda permanece em Serviços prestados às famílias, com decréscimo de -13,6%.

Apesar do aumento de +11,5% na produção da Indústria de Transformação, a Indústria Geral se mantém com resultados negativos, com retração de -4,8%. A razão vem da queda na Indústria Extrativa, que vem acumulando sucessivas perdas, chegando à marca de -26,9% no ano.

Já os resultados esperados para a produção agrícola mostram contribuições que vão em diferentes direções, conforme a cultura que se observa. Das dez principais lavouras, há expectativa de queda em seis, estabilidade em uma e expansão em três: Café Conilon (+10,6%), Café Arábica (-27,6%), Banana (-1,1%), Mamão (0,0%), Pimenta-do-reino (+4,7%), Tomate (-1,8%), Cana-de-açúcar (-2,5%), Cacau (+1,9%), Coco (-2,4%) e Abacaxi (-0,4%).

Na comparação nacional, o PIB do Espírito Santo se igualou em duas das quatro bases analisadas (mesmo trimestre do ano anterior e no acumulado do ano) ficando abaixo nas comparações dos últimos quatro trimestres e no trimestre imediatamente anterior. Em valores correntes, o PIB do Espírito Santo alcançou a cifra de R$ 36,1 bilhões no primeiro trimestre de 2021, sendo o segundo maior valor desde o primeiro trimestre de 2018. O valor nominal dos quatro últimos trimestres totalizou R$140,8 bilhões acumulados.

Análise

Para o diretor-presidente do IJSN, Daniel Cerqueira, o quadro apresentado é de franca recuperação, com expectativa de melhora para os próximos meses, graças ao avanço da vacinação e a flexibilização das medidas restritivas.

“Percebemos elementos que amparam essa visão. Ainda não é o ideal, mas já vemos uma recuperação na economia, com redução nas taxas de desemprego e melhora em diversos setores. Além de preservar vidas, as ações preventivas do Governo do Estado têm efeitos também na recuperação da economia. Não há como a economia funcionar com as pessoas doentes”, enfatizou Cerqueira.

O diretor de Integração do IJSN, Pablo Lira, destacou os bons números apresentados pelo Varejo e a boas perspectivas para o próximo trimestre. “Mesmo nesse período de pandemia, que traz impactos ao mundo todo, o Espírito Santo vem apresentando resultados positivos nos setores de Comércio e de Serviço. Além disso, já vemos um cenário positivo se apresentando também para a Indústria, que obteve crescimento no mês de abril confirmado pelo IBGE”, explicou.

Segundo o coordenador de Estudos Econômicos do IJSN, Antonio Freislebem, os resultados do PIB do Espírito Santo são animadores, frente ao momento que vivemos. “Temos um caminho a percorrer para recuperar a nossa economia aos mesmos níveis pré-pandemia. Este caminho já está sendo percorrido, com uma curva crescente dos números e boa expectativa nos resultados do Comércio Exterior, que vem se recuperando fortemente”, pontuou.

Panorama Econômico

Na apresentação, foi lançado também o Panorama Econômico do Espírito Santo, referente ao primeiro trimestre de 2021. Os destaques vão para Comércio Exterior, com o crescimento de +25,6% nas exportações, e para Emprego Formal, que atingiu saldo de 15.905 postos de trabalho com carteira assinada.

A publicação traz ainda, de forma detalhada, os desempenhos setoriais registrados pelo PIB Trimestral em relação à Indústria, Comércio e Serviços, além de dados de Inflação na Região Metropolitana da Grande Vitória.

Fonte: Hoje ES