Pastora é amarrada com fios pelo próprio filho e ameaçada com uma enxada por causa de R$ 100


A mulher chegou em casa com cerca de R$ 100. O filho, que segundo a família é usuário de droga, tentou pegar o dinheiro ameaçando e agredindo a mãe.

Maria Pires de Jesus, de 59 anos, foi agredida pelo filho na Serra (ES) — Foto: Reprodução

Uma pastora foi agredida pelo próprio filho, que é usuário de drogas, na Serra, Grande Vitória, na quarta-feira (8). Maria Pires de Jesus, de 59 anos, contou que as agressões começaram por volta das 13h. O rapaz usou fios para amarrá-la e uma enxada para bater na mãe.

A pastora contou que sofre com as agressões do filho há dez anos. Maria também é catadora de recicláveis. Ela disse que chegou em casa com um pouco mais de R$ 100. O filho, Julio Cesar Pires de Jesus, de 23 anos, queria o dinheiro que ela tinha nas mãos. O jovem alegava que o dinheiro era dele por direito e que Maria tinha obrigação de entregar.


Pastora é agredida pelo próprio filho

A mulher era ameaçada com frequência. "Você vende a sua casa e me dá a parte dos meus bens que você tem que me dar, senão eu te mato", disse a mãe sobre o que o filho teria dito durante a agressão da última quarta.

O agressor amarrou as mãos da mãe com um fio e ainda tentou passar o fio pelo pescoço da vítima. Maria conseguiu escapar por uma abertura da casa e, mesmo escapando, o filho a perseguiu com uma enxada pela rua.

Maria Pires de Jesus, de 59 anos, foi agredida pelo filho na Serra (ES) — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Maria e as duas filhas que estavam no local se defenderam com um pedaço de madeira. Pessoas que estavam na rua agrediram Julio para ajudar Maria. Uma viatura da Guarda Municipal foi acionada para ir ao local.

O jovem é usuário de drogas e faz tratamento, segundo a família, mas quando retorna para a casa as agressões continuam. Maria fez um apelo para que o filho seja internado para se libertar do vício.

"Ele fala que vai botar fogo na minha casa, derramar gasolina em cima de mim e das irmãs, e nós ficamos à mercê dele", relatou a vítima.

De acordo com a Polícia Civil, o jovem foi autuado em flagrante por lesão corporal qualificada e ameaça, ambos entram na Lei Maria da Penha. Julio foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).


Fonte: g1 ES



Postagem Anterior Próxima Postagem