Últimas

Mercadante defende auxílio emergencial enquanto houver pandemia


Aloízio Mercadante, ex-ministro filiado ao PT, defendeu que o auxílio emergencial de R$ 600 deve continuar sendo pago enquanto houver pandemia do novo coronavírus no Brasil. A declaração foi dada durante entrevista ao UOL, feita por Carla Araújo e Leonardo Sakamoto.
Mercadante definiu a importância da continuidade do auxílio por causa da necessidade “de uma lei em defesa da vida”. De acordo com ele, “não há alternativa” e “as pessoas que não têm renda não têm como se defender e ficar em isolamento social.
“A renda básica é para você evitar a fome e proteger o conjunto da sociedade. Nós já estamos com 70 mil mortos. Não há nada parecido na história documentada do país. A renda emergencial de R$ 600 é para ficar durante a pandemia. Na saída tem que ser um outro programa”, disse ele.
Durante o governo de Dilma Rousseff, Mercadante foi ministro da Ciência e Tecnologia, ministro-chefe da Casa Civil e comandou o MEC duas vezes. O ex-ministro afirmou também que é necessário melhorar o Bolsa Família. De acordo com ele, as condicionalidades foram criadas ao Bolsa Família para que as famílias pressionassem o Estado por saúde e educação de qualidade.
Mercadante define que o programa Mais Brasil, anunciado por Jair Bolsonaro, nada mais é que um Bolsa Família “com a inflação corrigida”

Com Informações Noticias Concursos



Nenhum comentário