Últimas

Espírito Santo sobe no ranking e alcança 4º lugar em sustentabilidade ambiental


Em dois anos, o Espírito Santo subiu cinco posições no ranking de sustentabilidade ambiental. Neste ano, o Estado alcançou o 4º lugar superando as colocações dos anos anteriores (6º lugar em 2019 e 9º lugar em 2018). Dentro desse pilar, o Espírito Santo está ainda em 1º lugar na destinação de lixo.
Para o secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fabricio Machado, desde 2019 muitas iniciativas importantes dos órgãos de meio ambiente do Estado contribuíram positivamente para esta alavancagem do pilar de sustentabilidade ambiental.
“Este crescimento gradual é resultado de um esforço do Governo em construir uma política baseada em soluções de fato sustentáveis, eficazes e com transparência. Uma preocupação de todo o sistema de meio ambiente, com entregas importantes como o Plano Estadual de Resíduos Sólidos, com aumento do investimento e da recuperação da cobertura florestal do Programa Reflorestar, no decreto de regulamentação da Política Estadual de Segurança de Barragens, com o encaminhamento da lei sobre a qualidade do ar e com o reestabelecimento do Fórum Capixaba de Mudanças Climáticas”, destacou Fabricio Machado.
O pilar da sustentabilidade ambiental avalia um conjunto de indicadores compostos por destinação de lixo, emissões de carbono, perda de água, serviços urbanos e tratamento de esgoto. E este pilar influencia e afeta diretamente o Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em que o Espírito Santo ocupa o 5º lugar geral. E nesta colocação, são avaliados os resultados de dez pilares: solidez fiscal, eficiência da máquina pública, sustentabilidade ambiental, infraestrutura, educação, sustentabilidade social, inovação, capital humano, segurança pública e potencial de mercado.



Posição do Espírito Santo em cada um dos dez pilares avaliados:

Solidez Fiscal: 1º
Eficiência da Máquina Pública: 3º
Sustentabilidade Ambiental: 4º
Infraestrutura: 5º
Educação: 7º
Sustentabilidade Social: 8º
Inovação: 13º
Capital Humano: 14º
Segurança Pública: 15º
Potencial de mercado: 23º



Assessoria de Comunicação da Seama






Nenhum comentário