Últimas

São Paulo - Prefeitura contrata mães de alunos para auxiliar no cumprimento das normas contra a covid-19 nas escolas municipais

Elas irão fazer a aferição de temperatura, higienização de equipamentos de uso coletivo, além de orientar estudantes quanto ao uso da máscara e distanciamento. Proposta é destinada para as mães desempregadas e tem salário previsto de R$ 1.155.

Foto: BRUNO ROCHA/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO

A Prefeitura de São Paulo está contratando cinco mil mães de alunos da rede pública municipal para trabalhar nas escolas como agentes de protocolos de saúde contra o coronavírus.

Elas serão responsáveis por aferir a temperatura dos estudantes na entrada, higienização dos equipamentos de uso coletivos, além de fiscalizar o cumprimento das medidas de distanciamento e uso correto da máscara e do álcool gel.

A proposta é voltada para mulheres desempregadas. Elas vão receber um salário de R$ 1.155 mensais por 30 horas semanais de trabalho divididas em 24 horas de atividades nas frentes de trabalho e seis para cursos de qualificação profissional. O tempo do contrato será de seis meses.

Cada uma das unidades da rede municipal de ensino deverá manter três mulheres selecionadas para o projeto.

As vagas serão distribuídas entre unidades educacionais espalhadas pelas 13 Diretorias Regionais de Ensino (DREs). A secretaria de Educação reforçou que essas mulheres não substituirão os trabalhadores efetivos ou terceirizados que atuam nas unidades educacionais.

A medida tenta melhorar a estrutura das escolas principalmente na questão de segurança contra Covid-19. A rede municipal retomou as atividades presenciais na última segunda (15).

O retorno foi marcado por muitas críticas da comunidade escolar. Pais relatam o desespero das famílias, a falta de suporte às diretorias das unidades e o desajuste da prefeitura na condução do processo.

G1



Nenhum comentário